AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Blog “A Certeza da Música” celebra 13 anos de música, bandas e concertos

Artes

Cumpriram-se, no passado dia 22 de janeiro, 13 anos da primeira publicação no blog “A Certeza da Música”. O aniversário esteve para ser comemorado no início de fevereiro, aproveitando para assinalar também o 50.º aniversário do seu criador – João Nuno Silva, que faz anos a 5 de fevereiro –, mas a situação pandémica e “a incapacidade de festejar sem poder abraçar toda a gente” assim não o permitiram.

Em busca de uma nova data, João optou pelo próximo dia 2 de abril, véspera do aniversário da mulher com quem partilha a vida há mais de duas décadas, Estrela Peixoto. “Daí o nome ‘Festa dos 113’”, esclarece. Ora, como diria, em tempos, o atual secretário-geral das Nações Unidas, “é fazer as contas”: aos 50 anos de João acrescentar os 50 anos de Estrela, a somar finalmente os 13 com que o blog já conta – 113.

A “Festa dos 113” terá no lugar no Avenida Café-Concerto, em Aveiro, no dia 2 de abril (sábado), a partir das 21h30. Para abrilhantar a festa, haverá concerto dos Wipeout Beat, que apresentam o seu novo álbum, e ainda DJ set de Rui Ferreira e Nuno Ávila.

13 anos de música e concertos

Quando João Nuno Silva criou “A Certeza da Música” poucos dias depois de ter sabido do falecimento do músico João Aguardela, dos Sitiados. “Quando soube da notícia da morte dele, quis logo homenageá-lo de alguma forma e fi-lo naquele que viria a ser o primeiro artigo do blog. conto a história da noite em que eu o conheci , em Lisboa, após um concerto dos GNR”, conta João. Nascia, assim, com o nome emprestado de uma canção de Sérgio Godinho, o blog “A Certeza da Música”.

Nesse mesmo ano, conta João, “recebi um convite para ir, como membro da imprensa, a um concerto em Estarreja”. A partir daí, além de continuar a escrever sobre a música que gostava, passou a fazer reportagens de concertos. Mais tarde, passaria igualmente a dedicar-se a organizar alguns eventos musicais. Exemplo disso, é o ciclo “Quintas da (In)Certeza” do 23 Milhas, em 2019, no qual João assumia funções de curadoria. “Na última quinta-feira de cada mês, escolhia um artista ou banda português para um concerto na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré”.

Hoje em dia, “A Certeza da Música” mantém-se online, mas é cada vez mais raro João escrever. “As pessoas não leem mais de três linhas”. Em alternativa “tenho feito a minha divulgação musical a partir da página do blog no Facebook”, diz.

Um hobbie levado a sério

Para João, que cumpre funções de assistente operacional numa escola secundária, em Aveiro, continua a ser a sua paixão pela música, pelas bandas e pelos concertos a ditar o tempo que dedica ao projeto. “É como uma segunda vida, à parte daquela que vivo das oito e um quarto da manhã às quatro e um quarto da tarde de segunda a sexta”, explica. Ao longo da história do blog, João chegou a ultrapassar os “70 concertos assistidos por ano”. Só nos últimos dois anos é que se viu obrigado a abrandar, com a crise pandémica a ditar o confinamento da música e o afastamento de músicos e fãs das salas de espetáculo. A Festa dos 113, no próximo dia XX, pode bem vir a ser o ponto de viragem.

Tão cedo quanto possível, João quer “regressar à organização de concertos, principalmente de bandas menos conhecidas”. “Este concerto vai ser só o primeiro de muitos que vou organizar e coorganizar ”, acredita João. “Gosto de ser ‘garimpeiro’, de descobrir uma banda nova e de ajudá-la a crescer, divulgando a sua música, vídeos e organizando concertos. Ainda há muita malta que precisa, malta que continua a não conseguir salas para se apresentar. A pandemia ajudou aqueles que já tinham atenção mediática e quase que condenou ao esquecimento aqueles que ainda não a tinham. Ainda há muito que fazer nesta luta. Para já, não vou desistir”.

Feira do Livro Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.