AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Festivais de Outono atingem a maioridade e prometem várias viagens musicais

Artes

“A viagem musical”. Assim começa o texto de apresentação dos Festivais de Outono (FO) 2022, iniciativa da Universidade de Aveiro (UA), assinado pelo seu diretor artístico e professor da UA, Pedro Rodrigues. “Viagem musical” ou “viagens musicais”? Cada um dos 15 concertos, entre 21 de outubro e 25 de novembro, remete para uma viagem, mais ou menos longínqua, para novas descobertas do mundo e, espera-se, em experiências mais completas, porque os FO chegaram à maioridade. Assinalam 18 anos.

“A maioridade, aqui alcançada e representada pela presente edição dos Festivais de Outono da Universidade de Aveiro, aporta consigo a possibilidade de novas descobertas do mundo, de abertura a novos conhecimentos e paixões, de desafiar e ultrapassar barreiras”, escreve Pedro Rodrigues.

“Em 2022, a música, síntese de cultura, arca de saudades, revolta, amor, canto, dança, contemplação, experiência, união, será oferecida ao público de Aveiro, Águeda, Ílhavo e Oliveira de Azeméis”, destaca o diretor artístico a propósito da amplitude geográfica que o evento já assumiu nas edições recentes. Mas os contornos das viagens, esses, apresentam-se “em formatos múltiplos, tão ricos como as suas origens geográficas. De Portugal à China, de Cabo Verde ao Brasil, do Mediterrâneo ao Báltico, da Argentina a Espanha, da UA para o Mundo.”

Tal como a preocupação de levar propostas culturais a vários pontos da região, também a intenção pedagógica se mantém, acrescenta Pedro Rodrigues, “representada através de diversos concertos protagonizados por alunos, intérpretes e compositores, dos cursos de Música do Departamento de Comunicação e Arte da UA”.

Nesta edição, os FO surgem aliados ao Encontro Nacional de Investigação em Música (ENIM), evento aberto a investigadores de todos os países e que integrará apresentações de diversas tipologias

Do oriente ao ocidente

O programa abre a 21 de outubro, às 21h30, no auditório da Reitoria, com o concerto, tal como tem sido habitual em todas as edições dos FO, da Orquestra Filarmonia das Beiras. Obras de Beethoven, Mozart e Shubert constam do programa intitulado “Viagem a Viena”. A direção do concerto cabe ao maestro convidado Rui Pinheiro, sendo solista a pianista Marta Menezes.

Refira-se ainda que o compositor João Pedro Oliveira, ex-professor da UA e atualmente na Universidade da Califórnia, compôs “70ª Semana”, ópera audiovisual baseada no Livro de Daniel, na Bíblia, que estreia nos FO a 25 de outubro (auditório do CCCI, no DeCA). A obra foi encomendada através de um projeto financiado pela Direção Geral das Artes. Com música e imagem de João Pedro Oliveira, esta produção conta com uma equipa de 14 elementos e a participação das seguintes instituições: DGArtes – Ministério da Cultura, Manitou Foundation (USA) e universidades de Aveiro e da Califórnia (Santa Barbara, USA).

A 5 de novembro, no mesmo auditório e à mesma hora, a Orquestra de Sopros do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA), dirigida pelo maestro convidado Fernando Marinho, apresenta “Sopros em Viagem”, obras do ocidente ao oriente, do passado ao presente, numa viagem musical que é tanto de lugares, como de épocas históricas distintas. Do programa fazem parte “Orient et Occident”, de Camille Saint-Saens, “Manhattan Symphonie”, de Serge Lancen, e “Journey to the Centre of the Earth”, da autoria de Peter Graham.

Tango, flamenco, referências ao cinema

A meio do mês de novembro (dia 15), surge a “Tango emotion” no programa, com obras de Piazzolla, Troilo e Rovira, entre vários outros autores que compuseram tangos, interpretadas pela Orquestra Típica de Tango Argentino, “La Ideal”.

Diego El Gavi, músico português que reinventa o Flamenco através do Latin Jazz, há mais de uma década a pisar palcos por todo o país e músico que Madonna quis ouvir no seu aniversário em Marraquexe, atua nos FO a 18 de novembro, às 21h30, no auditório Renato Araújo.

O encerramento do programa, como habitualmente, ocorre na interpretação da Orquestra Filarmonia das Beiras, aqui acompanhada pela Orquestra Sinfónica do DeCA, ambas as orquestras dirigidas pelo maestro Luís Carvalho, pelo Coro Feminino do DeCA/UA (sendo António Vassalo Lourenço, maestro do coro) e Javier Somoza, na guitarra. O programa é constituído pela estreia nacional de “Concerto para Guitarra e Orquestra (Yi2)”, do chinês Tan Dun, e “Os Planetas”, de Gustav Holst, obra bastante influente no cinema, nomeadamente, na saga “Star Wars”.

Os espetáculos mencionados são apenas alguns exemplos de um programa que se estende de 21 de outubro a 25 de novembro e que inclui momentos em vários pontos da região. O espetáculos são gratuitos, exceto no caso do concerto de encerramento, mas os ingressos só serão possíveis mediante reserva.

O programa completo dos Festivais de Outono 2022 pode ser consultado na página própria do portal da UA: https://www.ua.pt/pt/festivaisdeoutono/programa-2022 .

Feira do Livro Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.