AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Centro de Artes de Águeda integra Rede Portuguesa de Arte Contemporânea

Artes

O Centro de Artes de Águeda (CAA) integra a lista restrita de equipamentos/espaços fundadores da Rede Portuguesa de Arte Contemporânea (RPAC), num processo que foi coordenado pela Direção-Geral das Artes. A rede, constituída por 58 entidades que dinamizam 66 espaços de fruição e criação artística no âmbito da arte contemporânea em todo o país, assegura uma ampla cobertura do território nacional.

“Integrar esta rede é um reconhecimento do trabalho que tem sido desenvolvido na promoção da arte e cultura a partir de Águeda, e em particular da arte contemporânea. Através desta plataforma, conseguimos ampliar o acesso e a divulgação nas esferas nacional e internacional da arte contemporânea”, disse Edson Santos, vice-presidente da Câmara de Águeda, acrescentando que esta adesão “não é uma meta, mas um ponto de partida para continuarmos a fazer mais e melhor pela difusão e valorização da arte e cultura”.

Para além do trabalho de parceria com os vários espaços desta rede nacional, a integração do CAA na RPAC permitirá o acesso a linhas de apoio destinadas a projetos de coorganização e circulação de exposições, de mediação e de formação.

A estratégia programática do CAA assente na diversidade artística (integrando as várias disciplinas, como a escultura, fotografia, pintura, instalação, etc., nos projetos expositivos), a aposta na promoção da arte contemporânea e a sensibilização de públicos para esta produção artística, através da conceção ou acolhimento de exposições temporárias e de longa duração e do desenvolvimento e dinamização de ações de mediação, permitindo o acesso do público a diferentes linguagens artísticas foram alguns dos critérios tidos em conta no processo de candidatura que culminou com a integração do CAA nesta rede de âmbito nacional.

No que se refere a exposições, foi igualmente destacado o segmento expositivo que o CAA promove, na sala estúdio, composto por exposições de dimensão inferior, de curta duração (normalmente de um mês) e que privilegia o trabalho desenvolvido por artistas locais e/ou emergentes, pretendendo difundir, promover e apoiar as novas criações no domínio das artes plásticas.

O Ciclo “O Desenho como Pensamento”, que tem o Alto Patrocínio do Presidente da República e que ocupa um lugar de destaque na estratégia do CAA devido não só à dimensão do projeto, como também à diversidade de espaços que envolve e ao número de artistas que reúne, foi também destacado nesta candidatura.

Nos critérios analisados pela DGArtes, de referir as atividades desenvolvidas no âmbito da mediação cultural, com o Projeto Educativo e Mediação de Públicos do CAA, que centra a sua ação junto das escolas e comunidade em geral, abrangendo crianças, jovens, adultos e seniores que visitem o CAA individualmente ou em grupos organizados, e que foi reconhecido pela programação que realiza.

As ações dirigidas ao público escolar incluem visitas orientadas, oficinas e o desenvolvimento de projetos conjuntos e mais duradouros, que articulam os conteúdos curriculares com as práticas artísticas e que vão ao encontro dos objetivos do Plano Nacional das Artes.

Na Rede Portuguesa de Arte Contemporânea (RPAC) estão reunidos o universo das diversas entidades de arte contemporânea, dispersas por todo o país, com atividade predominante nas áreas das artes visuais e cruzamento disciplinar, o que permite promover o trabalho em rede e contribuir para aumentar as práticas de descentralização estabelecendo sinergias entre espaços expositivos, colecionadores, programadores, curadores e artistas.

Campus Jazz Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.