AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Conversa “Francisco Joaquim Bingre, o Cisne do Vouga” este domingo no CTE

Região

O Cine-Teatro de Estarreja recebe no domingo, dia 2 de abril, às 16h, a Conversa “Francisco Joaquim Bingre, o Cisne do Vouga”, com Vanda Anastácio e Pedro Bingre do Amaral, e a participação da Banda Bingre Canelense e do Clube de Poesia de Estarreja. As entradas são livres.

No ano em que se celebra o 260.º aniversário do nascimento de Francisco Joaquim Bingre, o município de Estarreja homenageia o poeta natural de Canelas, com um conjunto de iniciativas que têm como propósito dar a conhecer a sua vasta obra que, no Séc. XVII e XIX, refletia bem a realidade da sua terra natal e da região, mas também do país e do mundo.

A conversa contará com a presença de Vanda Anastácio, professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e responsável pela edição da obra de Francisco Joaquim Bingre, e com o pentaneto do poeta, Pedro Bingre do Amaral. Este diálogo cruzado com outras artes, levará a palco as performances de Ensembles da Banda Bingre Canelense e do Clube de Poesia de Estarreja.

A iniciativa quer chegar ao público dando a conhecer a obra de um autor clássico, procurando desvendar novas vias de abordagem da obra do autor e contribuir para o reconhecimento, resgate e conservação do património cultural do concelho de Estarreja.

Francisco Joaquim Bingre, nasceu em Canelas, concelho de Estarreja, em 1763 e faleceu em Mira corria o ano de 1856. O poeta foi um dos fundadores, em 1790, da Nova Arcádia, onde recebeu o nome de Francélio Vouguense. Com um forte conhecimento da sociedade de então, a sua obra reflete, através de sonetos, epistolas, sátiras ou farsas, entre outros géneros literários, vários assuntos de importância maior da realidade do país e do mundo no século XVIII e XIX.

Campus Jazz Publicidade

Apelo a contribuição dos leitores

O artigo que está a ler resulta de um trabalho desenvolvido pela redação da Aveiro Mag. Se puder, contribua para esta aposta no jornalismo regional (a Aveiro Mag mantém os seus conteúdos abertos a todos os leitores). A partir de 1 euro pode fazer toda a diferença.

IBAN: PT50 0033 0000 4555 2395 4290 5

MB Way: 913 851 503

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.