AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Aveiro 2024 recebe 2 Milhões de apoio financeiro

Artes

Capital Portuguesa da Cultura vai ter um investimento total de 8 milhões de euros. 

 

Os Paços do Concelho receberam, esta segunda-feira, 11 de dezembro, a sessão pública de assinatura do protocolo de apoio e financiamento ao programa de Aveiro, Capital Portuguesa da Cultura 2024, que vai contar com a atribuição de 2 milhões de euros do Centro 2030 e dos Ministérios da Cultura e da Coesão Territorial.

A sessão contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Aveiro (CMA) José Ribau Esteves, do ministro da Cultura, Pedro Adão e Silva, da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.

Aveiro 2024 conta um investimento global de 8 milhões de euros, dos quais 6 milhões provém da receita direta da Câmara de Aveiro e 2 milhões de euros são provenientes do Centro 2030, (1 milhão de euros), do Ministério da Cultura (500 mil euros) e do Ministério da Coesão Territorial (500 mil euros).

 “Aveiro é o único município português que consolidou o processo de descentralização na área da cultura, o que quer dizer que ainda há nesta área uma dose de centralismo particularmente relevante. Em Aveiro gerimos com rigor e competência o Museu de Aveiro/Santa Joana e damos um contributo muito efetivo para a boa gestão do património cultural e histórico do País”, recordou o presidente da Câmara de Aveiro.

É neste quadro que a CMA assume “o desafio de ser Capital Portuguesa da Cultura em 2024”, sabendo que a descentralização, especialmente na cultura, “permite-nos cuidar melhor dos nossos valores identitários, da nossa história e especialmente do futuro das nossas terras e do nosso povo”, dando assim “um contributo qualificado para o desenvolvimento e a boa gestão do nosso Portugal”, concluiu Ribau Esteves.

Nesta sessão foi celebrada também o Protocolo de Apoio e Financiamento com a Câmara de Braga, relativo à Capital Portuguesa da Cultura 2025.

Campus Jazz Publicidade

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.