AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Territórios Públicos debate cultura e liberdade em Ílhavo

Sociedade

Sexta edição decorre nos dias 1 e 2 de fevereiro, no Laboratório das Artes Teatro Vista Alegre

A sexta edição do Territórios Públicos decorre nos dias 1 e 2 de fevereiro, no Laboratório das Artes Teatro Vista Alegre e noutros espaços culturais do Município de Ílhavo, voltando a promover o debate, a reflexão e a formação num encontro entre profissionais da mediação cultural e dos serviços educativos de todo o país. Este ano, o programa inclui ainda um espetáculo de teatro que desafia a refletir sobre o tema que une todo o encontro: pensar liberdades.

Na manhã do dia 1 de fevereiro, debate-se Cultura e Liberdade no painel “Dado Adquirido”, que decorre entre as 9h30 e as 13h00, e junta o cineasta Bruno Gascon, o cantautor Samuel Úria e a atriz e encenadora Sara Barros Leitão para refletir sobre o exercício contínuo de criar e viver em liberdade. A moderação cabe ao dramaturgo e encenador Bruno dos Reis.

Numa edição do Territórios Públicos em que se pensa a forma como a cultura se relaciona com a resistência enquanto revolução contínua apresentam-se, no painel da tarde, três projetos que, pela sua génese transformadora e inconformada constituem casos de boas práticas: o FILMar, da Cinemateca, representado por Tiago Bartolomeu Costa, o “Esta Máquina Cerca o Ódio e Força-o a Render-se”, da estrutura artística ondamarela, e a banda 5ª Punkada, representada por Paulo Jacob e Mário Veríssimo da Associação de Paralisia Cerebral de Coimbra (APCC). A apresentação e a conversa decorrem entre as 14h30 e as 17h30 e a moderação é do jornalista Luís Miguel Loureiro.

No segundo dia, 2 de fevereiro, o Territórios Públicos promove três oficinas e uma peça de teatro. “Homo Sacer” é o espetáculo da companhia Bestiário, inspirado no livro “Homo Sacer e os Ciganos”, de Roswhitha Sholz, que procura, sob uma perspetiva antropológica e política, refletir sobre o anticiganismo. Acontece às 10h00, na Fábrica das Ideias da Gafanha da Nazaré. No final do espetáculo, há uma conversa moderada por Rosa Madeira, do Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro. À tarde, o Museu Marítimo de Ílhavo acolhe a oficina “Liberdade - Discursos e Representações nos Museus”, orientada por Gabriela Nicolau dos Santos, entre as 14h30 e as 17h30. Em simultâneo, Alexandre Marques e Fátima Dias, do Arquivo Alfredo Pimenta, falam sobre “Pregões e Pregoeiros”, no Centro de Documentação de Ílhavo” e, na Biblioteca Municipal de Ílhavo, acontece a oficina “(Des)Liberdade”, sob a orientação de Magda Novais.

Campus Jazz Publicidade

O bilhete geral para os dois dias do Territórios Públicos (inclui debate Cultura e Liberdade, painel de Boas Práticas, espetáculo e uma oficina à escolha) tem um custo de 20 euros. O bilhete para ir apenas ao primeiro dia (debate e painel de boas práticas) custa 12 euros; o segundo dia, que inclui o espetáculo e uma oficina, custa 12 euros.

As inscrições podem ser feitas através do formulário disponível a partir do dia 10 de janeiro no site e nas redes sociais do 23 Milhas e do Município de Ílhavo.

O evento é promovido pela Câmara Municipal de Ílhavo, através do projeto cultural 23 Milhas.

 

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.