AveiroMag AveiroMag

Magazine online generalista e de âmbito regional. A Aveiro Mag aposta em conteúdos relacionados com factos e figuras de Aveiro. Feita por, e para, aveirenses, esta é uma revista que está sempre atenta ao pulsar da região!

Aveiro Mag®

Faça parte deste projeto e anuncie aqui!

Pretendemos associar-nos a marcas que se revejam na nossa ambição e pretendam ser melhores, assim como nós. Anuncie connosco.

Como anunciar

Aveiro Mag®

Avenida Dr. Lourenço Peixinho, n.º 49, 1.º Direito, Fracção J.

3800-164 Aveiro

geral@aveiromag.pt
Aveiromag

Bienal Aveiro_Síntese termina este domingo

Artes

Pedro Pina

 

Dois concertos no Teatro Aveirense encerram na tarde de domingo, 9 de junho, a bienal de música electroacústica Aveiro_Síntese 2024, programada pela Arte no Tempo.

O primeiro dos dois concertos, que terá lugar às 16h00, na Sala Estúdio, chegou a estar previsto para um novo projeto da Arte no Tempo que visava a promoção das edições discográficas de músicos e compositores portugueses, projeto que não chegou a vingar graças à dificuldade de agenda dos espaços, em ano de Capital Nacional da Cultura. O compromisso previamente assumido com os artistas explica a inclusão de obras bem distantes do universo da eletroacústica na bienal Aveiro_Síntese, como é o caso das novas obras para teorba solo que Tiago Matias encomendou a Fernando C. Lapa (1950), Sérgio Azevedo (1968) e Luís Cardoso (1974), para o seu mais recente álbum discográfico ‘Fantasia’. A passagem de Tiago Matias pela bienal Aveiro_Síntese insere-se na digressão de apresentação do disco que conta ainda com outras obras de compositores portugueses para o mesmo instrumento antigo, a que o músico aveirense procura dar uma nova vida.

Com um percurso que o fez colaborar com alguns dos mais destacados projetos de música antiga nacionais, com os quais gravou 17 discos e se apresentou nas melhores salas de concerto e festivais de música na Europa e Ásia, Tiago Matias gravou e publicou o seu primeiro disco a solo em 2021, recebendo uma nomeação para os Prémios Play. ‘Fantasia’ (2024) é já o terceiro álbum a solo, a primeira gravação mundial com obras para teorba solo de compositores vivos.

Feira do Livro Publicidade

A segunda parte deste breve concerto será preenchida com a apresentação de outro álbum discográfico que, tal como o de Tiago Matias, foi realizado com um apoio da Direção Geral das Artes. Trata-se de ‘Tacteabilidade’ de Hugo Vasco Reis (1981), compositor que se apresenta também como performer, juntando à sua guitarra portuguesa um conjunto de objetos cujo som será explorado com recurso à eletroacústica.

Descendo à Sala Principal do Teatro Aveirense, às 18h00 realiza-se o primeiro concerto do Ensemble DME (na foto) na bienal – o último da edição de 2024. Dirigido pelo compositor Jaime Reis (1983), o Ensemble DME vem a Aveiro apresentar um programa de música de câmara que reúne obras para quinteto pierrot e eletrónica de Pascale Criton (1954), António Sousa Dias (1959) e Maurizio Azzan (1987) a uma peça para violino e electrónica do argentino Mario Mary (1961). A pedido da Arte no Tempo, o grupo interpretará ainda a obra Sangue Inverso: Rosa do Deserto [2022], para quinteto pierrot, de Jaime Reis.

Programa pela Arte no Tempo (estrutura apoiada pela Direcção Geral das Artes) e realizada em coprodução com o Teatro Aveirense, a bienal Aveiro_Síntese 2024 (que integra também a programação da capital Aveiro 2024) deixa uma proposta de fruição para todo o ano: a caminhada aural ‘Aveiro Listening’, da autoria de Tiago Cutileiro (1967), está acessível através do endereço caminhada-aural.eu e requer apenas a utilização de um dispositivo de leitura de ficheiros de som (que podem ser previamente descarregados, embora também esteja disponível uma versão em mapa rastreável) e um auricular estereofónico.

A bienal regressará em 2026 com nova música para explorar.

 

Deixa um comentário

O teu endereço de e-mail não será publicado. Todos os campos são de preenchimento obrigatório.